Country websites:

"Quem é que garante que recebo os melhores cuidados?"

A qualidade faz a diferença

Sirkka-Liisa Alén teve muitas experiências na sua vida. Depois de uma carreira como docente, passou a ocupar vários cargos no setor da saúde. Mas isso foi há muito tempo atrás. Está reformada há mais de três décadas. Nos últimos dois anos e meio, a sua vida resumiu-se ao tratamento. Costuma ir de táxi até ao centro de diálise Pitäjänmäki em Helsínquia, quando chega, cumprimenta as enfermeiras e começa a preparar o seu tratamento.

 

Sente-se muito confortável na cama 31 - é sempre a mesma - e espera que uma das enfermeiras a conecte à máquina de diálise. Tem um tablet na mesinha à sua frente. "Vejo sempre o programa da manhã na TV", diz Alén. É  uma das utentes mais antigas do centro de diálise de Pitäjänmäki, que foi inaugurado na primavera de 2019. “O tratamento aqui é bom, mas depois sinto-me exausto”, admite. Acha que a diálise lhe faz uma grande pressão? Tem que pensar um pouco antes de responder, claramente não querendo simplesmente dizer que sim. "Bem, sou a mais velha de três irmãs e, em comparação com as minhas irmãs, sou a que estou em melhor estado de saúde", é a sua resposta final.

[Translate to Portuguese (Portugal):] Sirkka-Liisa Alén having a coffee
De vez em quando, Sirkka-Liisa Alén desfruta de um pequeno intervalo num pequeno café, a cerca de dez minutos da sua clínica de diálise.
[Translate to Portuguese (Portugal):] Sirkka-Liisa Alén, Dialysis patient from Helsinki

Sou a mais velha de três irmãs e, em comparação com as minhas irmãs, sou a que estou em melhor estado de saúde

 

Sirkka-Liisa Alén
Dialysis patient from Helsinki, Finland

Um sistema de saúde que enfrenta novos desafios

Alén não é de reclamar. Vive sozinha e tem uma vida independente. A família é uma parte muito importante disso. Uma das suas irmãs vive a poucos passos de distância de sua casa. "Nos dias em que vou ao centro para a minha sessão de diálise, a minha irmã cozinha para mim e almoçamos juntas."

 

Hoje em dia, Alén tem que passar cerca de quatro horas no centro. Uma enfermeira fica na sala durante o tratamento e está disponível para os pacientes, se estes quiserem alguma coisa ou se precisarem de alguma ajuda. Sempre que Alén está no centro, Sirkku Sayeed-Väisänen vem ao seu ao seu encontro. Ambos esperam ter a oportunidade de conversar por algum tempo. No entanto, Sayeed-Väisänen não consegue ficar muito tempo. Como enfermeira-chefe, é responsável por todo o centro.

[Translate to Portuguese (Portugal):] Sirkka-Liisa Alén during her dialysis treatment

A Finlândia como modelo na Europa

Qualquer pessoa que viva num país como a Finlândia provavelmente desenvolverá um modo de vida completamente distinto, que se concentra acima de tudo na independência, responsabilidade e disciplina. Essas características também são os pilares do sistema de saúde da Finlândia. Os enfermeiros geralmente têm mais responsabilidade do que é comum noutros países. Mas o acesso aos serviços de saúde também é muito mais regulamentado. O resultado é um sistema de assistência médica relativamente eficiente, com uma sólida estrutura de custos.

 

A Finlândia é considerada um modelo na Europa em muitas áreas da sociedade. Por vários anos, os especialistas europeus em saúde foram para o norte para descobrir por que o sistema de saúde finlandês é tão eficiente. Voltaram com a mensagem de que o país também se destaca pelo facto de abraçar os avanços tecnológicos.

[Translate to Portuguese (Portugal):] Hospital district of Helsinki
A Finlândia está dividida em 20 distritos hospitalares. O distrito hospitalar de Helsínquia e Uusimaa cobre uma população de cerca de 1,7 milhões de habitantes

Quase todos os serviços são realizados na Finlândia por instituições governamentais concentradas em centros de saúde e clínicas. Instalações de gestão privada, como os centros da Fresenius, são uma exceção.

 

Do fornecedor ao condutor da inovação

A equipa de 24 funcionários da filial finlandesa ficou, portanto, ainda mais orgulhosa em receber o contrato dos dois centros de diálise em 2018 pelo Hospital Distrital de Helsínquia e Uusimaa (HUS), uma das maiores entidades administrativas na área da saúde da Finlândia.

"Esta história de sucesso remonta a dez anos", explica Väänänen. “Na altura, tínhamos formado uma equipa multidisciplinar totalmente nova”, recorda Minna Väänänen.

Marja Stenborg também entrou na equipa naquela altura como parte da equipa médica. O nefrologista contribui com a sua experiência médica para transformar funcionários em vendas de produtos e o atendimento ao doente em especialistas no seu campo, ensinando-lhes conhecimentos médicos especializados. "Os nossos funcionários geralmente são os primeiros a trazer as mais recentes descobertas e produtos inovadores para os hospitais", diz Stenborg.

Isso ajudou a moldar gradualmente a imagem da empresa como um factor de inovação na Finlândia. Enquanto isso, a Fresenius Medical Care já não é considerada apenas um fornecedor de máquinas e materiais, mas sim um parceiro quando se trata de melhorar os cuidados de diálise na Finlândia. "Eu diria que os nossos esforços conjuntos nos últimos dez anos foram fundamentais para a conquista do contrato para os dois centros", diz Stenborg.

[Translate to Portuguese (Portugal):] Minna Väänänen, Sales Director of Fresenius Medical Care Finland
Minna Väänänen, Diretora de Vendas da Fresenius Medical Care Finlândia

Há uma grande importância no trabalho em equipa na Fresenius Medical Care, em Helsínquia. Encontrar as instalações adequadas numa área especifica, convertê-las e equipar o centro, tudo num prazo extremamente curto, requer um grande compromisso.

 

A inauguração dos centros demonstra que a Fresenius Medical Care ganhou uma reputação como um parceiro altamente fiável no sistema de saúde finlandês. "Somos o único operador privado", explica Väänänen. "Atualmente, temos uma quota de mercardo de mais de 60% no setor de produtos e em cerca de 80% no setor agudo". O que significa que a empresa deu um salto entre os negócios de produtos e serviços.

[Translate to Portuguese (Portugal):] Fresenius Medical Care dialysis center team in Helsinki
O lema é Trabalho em equipa: Sirkku Sayeed-Väisänen, Maarit Taskinen, Marja Stenborg, Minna Väänänen (da esquerda para a direita)

Diálise em casa continua a crescer

Conteúdo relacionado