Country websites:

"Como podemos melhorar e agilizar as decisões médicas?”

O progresso digital é a minha motivação

Tratamento de diálise num ambiente agradável

Terrassa, nos arredores de Barcelona, é uma grande cidade industrial com uma população de mais de 200.000 habitantes, o que a torna uma das maiores cidades da Catalunha, Espanha. Desde 2014, também abriga uma moderna clínica de diálise da Fresenius Medical Care que se distingue pelo seu foco na sustentabilidade.

A clínica funciona parcialmente a energia solar e a água residual é recolhida para regar os jardins. As salas com muita luminosidade têm nomes como “Sala do Modernismo”, que integram tecnologia de diálise de última geração e permitem que os doentes desfrutem de um ambiente visualmente agradável durante o tratamento. Mas provavelmente o detalhe mais interessante no “Centro de Diálisis de Terrassa” agora é o objeto que a Dra. Yamilet Ramos está a segurar nas suas mãos: um tablet prateado.

A médica, cubana, raramente é vista sem o tablet quando está na clínica. O tablet tem um software que Ramos já não imagina trabalhar sem ele: a “Doctor App”, desenvolvida pela Fresenius Medical Care. A aplicação pode tornar consideravelmente mais fácil o trabalho das nossas equipas médicas.

Clínica de diálise da Fresenius Medical Care em Terrassa, Espanha
Dr. Yamilet Ramos

A aplicação dá-me mais tempo para os doentes e é uma grande ajuda no meu trabalho.

 

Dr. Yamilet Ramos
Médica, Centro de Diálise de Terrassa, Fresenius Medical Care

Toda a informação diretamente na ponta dos dedos

A equipa de especialistas na área do digital da Fresenius Medical Care desenvolveu e testou a aplicação em cerca de 30 clínicas de diálise em Espanha. Esta aplicação vai permitir que os médicos na unidade acedam aos dados atualizados dos doentes em tempo real. Só isto já é uma grande ajuda para a Drª. Ramos, pois permite facultar orientação e informação doentes, adaptada ao seu tratamento individualmente, em qualquer local. “Caso contrário, eu teria que ir ao meu gabinete ou usar o computador da clínica para aceder a dados e valores atualizados ao momento.”

Agora, a médica, que trabalha para a Fresenius Medical Care desde 2009, tem todas as informações ao seu alcance. Além de economizar tempo e esforço, a APP pode ser decisiva quando se trata de complicações agudas. “Se eu já tenho os dados mais recentes à minha disposição quando estou ao lado de um doente, significa que posso tomar decisões com maior rapidez, o que é decisivo quando se trata de problemas agudos ou, em circunstâncias extremas pode mesmo salvar uma vida”, explica Ramos.

A Dra. Ramos ao lado de um doente
A aplicação permite que a Dra. Ramos faça ajustes na medicação enquanto o doente faz tratamento

Algoritmos ajudam os médicos

A aplicação Doctor App tem um segundo propósito, ainda mais abrangente: está equipada com inteligência artificial (IA) o que auxilia os médicos na tomada de decisões importantes. Durante décadas, a IA foi algo que pertencia ao domínio da ficção científica. Mas na última década temos assistido a grandes progressos nesta área. Os especialistas de dados tiveram sucesso no desenvolvimento de sistemas de autoaprendizagem, ou seja, sistemas que aprendem novas funcionalidades de forma autónoma - desde que sejam alimentados com quantidades suficientes de dados correspondentes. Conhecida como algoritmo de aprendizagem, esta tecnologia desencadeou uma revolução na investigação e há muito tempo do nosso dia a dia.

Um exemplo das possibilidades oferecidas pela IA é o chamado algoritmo de cálculo da anemia, que pode ser utilizado para tratar a anemia renal durante a hemodiálise. Nem sempre é fácil para os médicos determinarem se os doentes, neste caso, devem receber apenas ferro ou eritropoietina - ou seja, substâncias estimulantes que aumentam a produção de glóbulos vermelhos - e qual deve ser a dosagem exata. O algoritmo pode dar apoio nessa decisão. Niklas Best, Diretor Digital Ecosystem da Fresenius Medical Care, explica a importância destas ferramentas digitais no apoio à decisão: “Estamos a falar de algoritmos que podem avaliar uma série de parâmetros que para um ser humano seria quase impossível de manipular mentalmente.”

Médicos a utilizar a aplicação
Acesso rápido à informação: os médicos podem utilizar a nova Doctor App para visualizar os valores atuais de um doente onde quer que estejam na clínica.

Uma grande variedade de dados disponíveis

Niklas Best esteve envolvido no desenvolvimento da Doctor App desde o início. “O nosso objetivo inicial era disponibilizar o algoritmo do cálculo da anemia para os médicos de forma funcional”, diz o especialista digital. Mas durante o processo de desenvolvimento, a sua equipa percebeu que havia um vasto leque de possibilidades que a aplicação poderia oferecer aos nefrologistas. E assim a Doctor App tornou-se uma aplicação abrangente que utiliza vários parâmetros importantes para auxiliar os médicos na tomada de decisão no momento em que estão ao lado do doentes.

Os dados da Doctor App são facultados pelo sistema EuCliD, a base de dados clínicos da Fresenius Medical Care para ajudar a garantir e a melhorar continuamente a qualidade do tratamento. O sistema reúne e avalia indicadores pré-definidos. “Há muito anos atrás, a Fresenius Medical Care tomou a decisão estratégica de construir este sistema dentro do departamento de Care Value e-services. O resultado é uma incrível riqueza de dados que podemos utilizar em nosso benefício”, explica Niklas Best. A Fresenius Medical Care AI Group na região EMEA utiliza os dados do EuCliD para criar algoritmos. “Pode-se até dizer que estamos entre os líderes mundiais no que diz respeito ao uso de IA na diálise. Certamente podemo-nos comparar a grupos de software em Silicon Valley”, acrescenta Niklas Best.

Doctor App
Os gráficos exibidos na aplicação também ajudam a explicar as complexidades do tratamento aos doentes.

A  Fresenius Medical Care no caminho para a digitalização

“A Doctor App é um elemento central na nossa estratégia digital”, afirma Niklas Best, “no entanto outros tipos de aplicações são concebíveis ou já estão disponíveis. Por exemplo, estamos no processo de desenvolvimento de ferramentas e serviços para apoiar todos os grupos de doentes com insuficiência renal crónica, quer recebam diálise em casa ou numa clínica. ”A aplicação para smartphone “My Companion” permite que os doentes em diálise nas clínicas da Fresenius Medical Care acedam aos seus dados de tratamento, tais como resultados laboratoriais, medicação, entre outros. Também é um excelente apoio aos doentes no que respeita ao seu tratamento, cuidados e adaptação a um novo estilo de vida.

Outra área para desenvolvimentos futuros é o suporte para doentes em diálise domiciliaria. Telemonitorização é a palavra-chave: A plataforma de saúde “TheHub” da Fresenius Medical Care Norte América oferece aos médicos acesso em tempo real aos registos médicos nos seus dispositivos móveis e permite que aos enfermeiros de diálise domiciliaria prestarem melhores cuidados aos seus doentes. Por meio da monitorização diária e de suporte à decisão clínica, a equipa apoio pode detetar potenciais problemas mais cedo e intervir, fornecendo aos doentes mais confiança e um apoio personalizado.

A Drª. Ramos a segurar o tablet
A Drª. Ramos afirma que a nova aplicação mudou consideravelmente o seu dia a dia na clínica de diálise.

Aplicação “MY COMPANION”

A aplicação oferece aos doentes das clínicas da Fresenius Medical Care uma visão geral de seu tratamento, bem como acesso aos medicamentos prescritos, resultados laboratoriais, entre outras funcionalidades.

Plataforma de saúde online“THEHUB”

A plataforma permite que os doentes, equipas de cuidados e médicos colaborem e monitorizem melhor, o tratamento dos doentes. Esta plataforma é um grande apoio na agilização a introdução dos tratamentos em casa, garantindo que os nossos doentes permanecem em contato próximo com suas equipas de apoio domiciliário.

“DOCTOR APP” para os nefrologistas

A aplicação integra todos os parâmetros importantes para o tratamento de diálise, permitindo que os nossos médicos ajustem o tratamento individualmente dando-lhes mais tempo para os seus doentes.

O ceticismo inicial rapidamente se dissipou

O uso de tecnologias digitais irá alterar, em algumas áreas, as interações entre a tecnologia, médicos e doentes. Os médicos terão mais tempo para se dedicar ao contato com o doente. E os doentes receberão mais informação e estarão mais envolvidos no seu próprio tratamento. Claro que no início as novas tecnologias são sempre vistas com desconfiança. “Mas o ceticismo inicial em relação à Doctor App dissipou-se rapidamente durante a fase de testes. No final, a resposta à aplicação surpreendeu-nos pela positiva quando chegámos à clínica”, afirma Niklas Best.

A maioria dos médicos envolvidos no lançamento em Espanha estão agora tão entusiasmados com a aplicação como a Drª. Ramos. Niklas Best não tem dúvidas de que a aplicação tornou o trabalho mais fácil para os médicos: “Muitos perceberam que finalmente tem podem fazer o que os levou a ser médicos - ou seja, tratar doentes”. Ele acredita que a digitalização continuará a encontrar o seu caminho na tecnologia médica. “No futuro, quase todas as decisões médicas serão tomadas com o auxílio de algoritmos, simplesmente porque o risco é muito grande de outra forma”, Niklas Best está convencido. “Estamos apenas no começo”.

Conteúdo relacionado